A Colecção da Empresa Madeira Corporate Services tem como foco o desenho contemporâneo. Começou a ser formada no segundo semestre de 2002, a partir de uma iniciativa dos seus administradores, Rosana Rodrigues, que vive no Funchal, e Luiz Augusto Teixeira de Freitas, coleccionador brasileiro radicado em Lisboa. Para tanto, foi convidado o curador brasileiro Adriano Pedrosa, que tem grande experiência com colecções particulares e empresariais, sendo curador também da colecção privada de Teixeira de Freitas. Baseado em São Paulo, trabalha como curador independente, foi curador adjunto da XXIV Bienal de São Paulo, em 1998, do Museu de Arte da Pampulha, em Belo Horizonte, de 2001 a 2003, curador do InSite_05, em San Diego e Tijuana, 2005, foi curador da XXVII Bienal de São Paulo, em 2006 e é o director artístico da 2ª Trienal Poli/Gráfica de San Juan, Puerto Rico, 2009.

A relação da Colecção Madeira Corporate Services com a Porta 33 iniciou-se em 2005 com a primeira exposição da Colecção o que constituíu também a apresentação pública deste projecto de coleccionismo sediado na Madeira. Em 2007, sob proposta da Empresa Madeira Corporate Services, parte representativa da Colecção passa a estar em depósito na Porta 33 com o propósito de possibilitar a apresentação das obras em exposições organizadas conjuntamente e sob coordenação de Adriano Pedrosa. Esta relação foi interrompida em 2009.

Em parceria com a Madeira Corporate Services e sobre a Colecção, a Porta 33 organizou:

 

Top