Lourdes Castro
Porta33


Conversa com: João Fernandes, Lourdes Castro e Isabel Carlos
Porta33 > 26.06.2009
06. Lourdes Castro - vídeo (final da conversa - 04:28)




Isabel Carlos: biografia (resumo)

Isabel Carlos nasceu em Coimbra, em 1962. É directora do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, desde Abril de 2009.
Licenciada em Filosofia e mestre em Comunicação Social, Isabel Carlos é crítica de arte desde 1991. Entre os cargos que desempenhou salientam-se os de Assessora da Área de Exposições de Lisboa 94 - Capital Europeia da Cultura; o de co-fundadora e Subdirectora do Instituto de Arte Contemporânea (IAC) do Ministério da Cultura (1996-2001). No âmbito do IAC, entre outras actividades inerentes ao cargo, organizou as representações portuguesas na Bienal de Veneza de 2001 e na Bienal de São Paulo, de 1996 e 1998. Isabel Carlos foi ainda membro do Júri da Bienal de Veneza (2003); directora Artística da Bienal de Sydney (2004); curadora do Pavilhão de Portugal na Bienal de Veneza (2005) e da 9ª Bienal de Sharjah, Emirados Árabes Unidos (2009).




João Fernandes: biografia (resumo)

João Fernandes conclui em 1985 a Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Entre 1987 e 1995 é professor e investigador em Estudos Linguísticos no Instituto Politécnico do Porto. Entre 1992 e 1996, organizou como comissário free-lancer três edições das Jornadas de Arte Contemporânea do Porto. Organizou e comissariou igualmente as representações portuguesas na 1ª Bienal de Arte Joanesburgo [1995] e na 24ª Bienal de Arte de São Paulo. Desempenhou, desde 1996 até Janeiro de 2003, as funções de Director Adjunto do Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves onde comissariou várias exposições. É, desde Fevereiro de 2003, Director do Museu de Arte Contemporânea de Serralves.

João Fernandes tem vindo a participar, com alguma regularidade, na actividade da Porta 33 onde realizou diversas palestras sobre as exposições: Aproximando pessoas criativas de Francisco Tropa (2002); Os caminhos da água e do corpo sobre a terra de Alberto Carneiro (2003); de João Paulo Feliciano (com Miguel Wandschneider) (2004); de Pedro Cabrita Reis (2006) e Drawing is a verb, Colecção Madeira Corporate Services, (com Adriano Pedrosa e Miguel von Hafe Pérez) (2007).

Top