EDGAR MARTINS > WHEN LIGHT CASTS NO SHADOW > 23 DE OUTUBRO 2009 > PORTA33

A Porta 33 inaugura na sexta-feira, dia 23 de Outubro de 2009, às 18 horas, a exposição de Edgar Martins intitulada “When Light Casts no Shadow” e apresenta o livro homónimo que reúne o trabalho recente do artista.

Na ocasião, a Porta 33 organiza uma conversa aberta ao público com Margarida Medeiros docente no Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Nova de Lisboa e Edgar Martins.

A exposição “When Light Casts no Shadow” mostra um conjunto inédito de obras criadas no âmbito do Programa de Residências da Porta 33. O programa proporcionado a Edgar Martins, ocorreu durante 2007 e 2008, com estadias do artista na Ilha da Madeira e na Ilha do Porto Santo.

“When Light Casts no Shadow” integra também, as obras produzidas pela Porta 33 para a exposição que teve lugar no Museu Colecção Berardo/Centro Cultural de Belém, em Março do corrente ano, dos artistas seleccionados para o Prémio BES/Photo que foi atribuído a Edgar Martins.

O livro de Edgar Martins com o título “When Light Casts no Shadow” é editado em Inglaterra, pela Dewi Lewis Publishing. Após a apresentação na Porta 33 o livro será apresentado na Galeria Graça Brandão em Lisboa e será apresentado oficialmente em Paris, no dia 19 de Novembro do corrente ano, no âmbito da Paris Photo.

A 22 de Outubro, na véspera da inauguração da exposição na Porta 33, Edgar Martins desloca-se a Paris para assistir à cerimónia da entrega do Prémio Prix Pictet, prémio para o qual Edgar Martins é um dos artistas nomeados, e que será entregue por Kofi Anan, ex-secretário geral da ONU.

O Prémio Prix Pictet é promovido pelo banco suíço Pictet & Cie e pelo jornal Financial Times.

A exposição de Edgar Martins “When Light Casts no Shadow” estará patente na Porta 33 até 9 de Janeiro de 2010.


Margarida Medeiros: biografia (resumo)

Margarida Medeiros licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Coimbra, tendo, a partir daí, leccionado Filosofia no Ensino Secundário.  Desde 1988 que colabora em revistas e jornais na área de crítica de fotografia, sendo colaboradora do jornal "Público".  Desenvolve  actividade de investigação no campo da fotografia, da história e da teoria da imagem, no quadro da qual está actualmente a terminar o doutoramento.

É Assistente Convidada do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Nova de Lisboa, onde lecciona a disciplina de Cultura Visual (1º Ciclo) e Imagens Contemporâneas (2º Ciclo). Em 2000 publicou, na Assírio & Alvim,  “Fotografia e Narcisismo – o auto-retrato contemporâneo” e tem regularmente publicado no âmbito de catálogos individuais e colectivos de fotografia em Portugal e no estrangeiro, bem como outras obras colectivas.

É membro do Conselho Redactorial da Revista de Comunicação e Linguagens, publicada pelo Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens da Universidade Nova de Lisboa, tendo organizado em 2008 o nº 39, Fotografia(s).


Edgar Martins Porta33


A Porta 33, desde o início da actividade em 1990, tem vindo a convidar artistas e outros agentes da cultura — curadores, responsáveis de instituições culturais, críticos e ensaístas — para estadias de duração variável na sua sede e noutros locais da ilha da Madeira e do Porto Santo.

Esta acção, denominada de estadias, facilita a aproximação do processo expositivo e curatorial ao trabalho criativo dos artistas e implica uma actividade de exposições temporárias que oferecem, ao visitante da Porta 33, uma relação viva e diversa com o tecido da criação contemporânea.

As estadias têm fomentado a criação de obras de arte, produzidas pela Porta 33, de relevância reconhecida pelos agentes artísticos nacionais e internacionais. Simultaneamente, a presença dos artistas e de outros agentes da cultura proporcionam o contacto directo com o público, constituindo um serviço de grande valor formativo e de divulgação cultural numa região insular e fornecem um carácter à vocação educativa da instituição.

Esta proximidade com os artistas e o trabalho directo de produção de obras novas constituem as características que permitem à Porta 33 efectuar uma ligação entre os artistas e as determinantes sócio-culturais e paisagísticas locais e imprimem uma especificidade de lugar ao trabalho produzido.

Das estadias que colocam os artistas em contacto com a realidade insular resultam importantes núcleos de obras social, cultural e esteticamente vinculados ao lugar e simultaneamente universais que estabelecem uma importante rede de relações que servem a Região Autónoma da Madeira, contrariando a insularidade e que servem também os criadores pela divulgação e migração da sua obra.

Edgar Martins realizou duas estadias na Madeira e no Porto Santo, em Setembro de 2007 e em Setembro de 2008. Neste intervalo de tempo o artista publica TOPOLOGIES livro que está a ser lançado mundialmente e vence o New York Photo Awards.

A associação da Porta 33 ao Molhe – Restaurante & Terrace Lounge permite a esta instituição cultural organizar para aquele espaço a apresentação de TOPOLOGIES e uma mostra das obras criadas durante a primeira estadia de Edgar Martins.

Este acontecimento anuncia a exposição de Edgar Martins que terá lugar na Porta 33 em Julho de 2009.


Edgar MartinsTopologies


TOPOLOGIES está a ser apresentado nas seguintes instituições:

Aperture Foundation, NewYork _ 30 de Abril 2008

The Photographer´s Gallery Bookshop, London _ 8 de Maio 2008

BCA Gallery, Bedford _ 10 de Maio 2008

Casa do Saber, Rio de Janeiro _ 17 de Maio 2008

Laura Marsiaj Arte Contemporânea, Rio de Janeiro _ 22 de Maio 2008

FNAC Chiado, Lisboa _ 30 de Maio 2008

Porta 33 [Molhe], Funchal _ 16 de Setembro 2008

Galería La Caja Negra, Madrid _ 23 de Outubro 2008

Paul Kopeikin Gallery, Los Angeles _ data a confirmar

Museu da Fundação Oriente, Lisboa _ Março de 2009, data a confirmar

Galerie Caprice Horn, Berlin _ data a confirmar







Edgar Martins : topologies
AUTOR(ES):
Martins, Edgar, 1977-; Beardsley, John, co-aut.; Campany, David, entrevistador
PUBLICAÇÃO:
New York: Aperture, cop. 2008
DESCR. FÍSICA:
127, [1] p.: il. color. ; 25 x 29 cm
NOTAS:
- Contém dados biográficos do artista representado
ISBN: 978-1-59711-057-0

Palco para o confronto com o quotidiano, TOPOLOGIES chama a nossa atenção para a fluidez universal, o carácter provisório das fronteiras, a permeabilidade do espaço.

Este é o cenário da deslocação espácio-temporal.

Em TOPOLOGIES, o artista move-se numa paisagem de incerteza, numa paisagem cultural de fluxo, transição e oposição permanentes.Conquanto enformados por um sentido de intencionalidade, os espaços são marginais, fragmentados e dispersos.

Das praias nocturnas aos terrenos baldios da Islândia, dos fogos florestais aos espaços minimais aeroportuários, no peso delicado destas paisagens, a percepção humana parece situar-se num registo diverso.

Dir-se-ia que tudo exprime a contingência, que o espaço e o tempo se preparam para fervilhar e desvanecer-se.

Nestas imagens o espaço não pode ser essencializado enquanto forma absoluta. Ele é fluido, relacional, migratório; exige uma concepção mais heterogénea.

A obra de Edgar Martins parece por vezes interrogar-se sobre se o espaço como entidade não escapará à percepção do indivíduo; se a nossa experiência do lugar como um todo não se terá tornado um fórum incipiente de expressão e experiências disruptivas; se o movimento de informação e de pessoas e a mercantilização de formas culturais não delinearão um corpo único de fluxo e falsa consciência.

Noutras alturas, contudo, ela alvitra tão-somente que não somos já meros transeuntes.

TOPOLOGIES é uma jornada de reconhecimento: enquanto objectos do nosso entendimento, a cidade e, num sentido mais amplo, o espaço, estão em mutação, sendo por esse motivo necessário encontrar uma nova linguagem crítica que os sustente e um novo sistema de conhecimento do qual provenha o nosso glossário da vida.

Há nesta obra uma ambivalência permanente entre o fracasso poético e a promessa de êxito.




Edgar Martins : biografia
Edgar Martins nasceu em Évora [1977] e cresceu em Macau. Desde 1996, vive e trabalha em Londres onde completou a sua formação em Fotografia e Belas-Artes no London Institute (actualmente University of the Arts) e no Royal College of Art. Recebeu vários prémios incluindo o Jerwood Photography Award pela série “Black Holes & Other Inconsistencies” e o New York Photography Awards pela série “The Accidental Theorist”. O seu trabalho está representado em várias colecções entre as quais Victoria & Albert Museum, London; Dallas Museum of Art, USA; Fundação PLMJ, Fundação Ilídio Pinho e Banco Espírito Santo, Lisboa. A sua obra tem vindo a ser publicada e divulgada em várias revistas internacionais da especialidade e é considerado pela imprensa britânica como um dos artistas mais influentes da sua geração, no domínio da fotografia. Em Portugal a sua obra tem vindo a ser mostrada pela Galeria Graça Brandão.




www.edgarmartins.com

www.themothhouse.com

www.aperture.org

www.newyorkphotoawards.com

www.dewilewispublishing.com

www.galeriagracabrandao.com

Top