APELO AO VOTO
PROPOSTA OPRAM542

ATÉ 25 DE SETEMBRO DE 2022
ORÇAMENTO PARTICIPATIVO — PROPOSTA OPRAM542

ATÉ 25 DE SETEMBRO DE 2022


Um projeto dirigido a 75 crianças do 1º ciclo, frequentadoras de 3 centros comunitários e 1 centro de apoio a crianças e jovens do Instituto de Segurança Social da Madeira (ISSM). Com a duração de um ano, vai envolver uma equipa de arte educadores, artistas e educadores sociais, numa parceria com o ISSM.

Esta proposta foi apresentada ao Orçamento Participativo da RAM pela Catarina Claro para acontecer na PORTA33, mas só poderá ser levada a cabo com a vossa ajuda.

Para ver a proposta detalhada e outros métodos de votação consulte:
https://opram.madeira.gov.pt/
EDUCAÇÃO PELA ARTE PARA A INCLUSÃO!
Dias Mais Claros é um projeto que visa contribuir para a inclusão social de 75 crianças em situação de risco de exclusão social através de um programa regular de oficinas de práticas artísticas baseadas na Educação pela Arte.

De um modo geral, estas crianças apresentam dificuldades na aprendizagem, problemas de comportamento e consequentemente de aproveitamento escolar. Estando na sua maioria sinalizadas como crianças em situação de risco e oriundas de contextos familiares problemáticos, apresentam fracas competências socio-emocionais. O projeto Dias Mais Claros irá proporcionar às crianças do 1º ciclo - 6 aos 12 anos - frequentadoras de 3 Centros Comunitários e 1 Centro de Apoio a crianças e jovens, correspondentes a quatro concelhos da Região Autónoma da Madeira (Câmara de Lobos, Funchal, Ribeira Brava e Santa Cruz) formas de se relacionarem com o mundo em que vivem e de aprenderem através da Arte, na medida em que são chamadas a conviver com artistas e arte-educadores e estimuladas a produzir conhecimentos que lhes permitirão desenvolver competências para enfrentar uma sociedade em constante mudança. Este projeto deverá acontecer no Centro de Arte Contemporânea Porta33, no Funchal e nos 4 Centros tutelados pelo Instituto de Segurança Social da Madeira - parceira deste projeto (declaração de parceria em anexo).

Objetivos específicos
- Promover a valorização pessoal de crianças em situação de risco de exclusão social;
- Gerar relações interpessoais de cooperação entre as crianças participantes com elementos externos - equipa do Serviço Educativo Porta33 e Artistas plásticos/as nacionais e internacionais;
- Potenciar uma aproximação e experimentação sistemática com as práticas artísticas;
- Desenvolver competências ao nível da criatividade e do pensamento crítico;
- Incentivar à utilização da Arte como ferramenta para a aprendizagem e resolução de problemas;
- Fomentar o contacto com artistas, obras e exposições de arte contemporânea.

RESULTADO 1
Crianças em situação de risco de exclusão social desenvolvem competências artísticas, pessoais, sociais e emocionais facilitadoras da inclusão social.

ATIVIDADES
1.1 Oficina de Desenho e Autoconhecimento
Local: Porta33
Público-alvo: 75 crianças dos Centros Comunitários
Periodicidade: mensal | 1 com cada grupo; intercaladas com as oficinas de criatividade e pensamento crítico
Duração: 90min
A partir da visita às exposições de arte patentes na Porta33 e/ou em relação com as obras da coleção permanente deste Centro de Arte, serão dinamizadas oficinas explorando técnicas do Desenho, que conduzirão à reflexão e ao autoconhecimento de cada participante em particular e do grupo em geral. Estes encontros serão planificados em conjunto com o grupo de técnicos sociais dos parceiros.

1.2 Oficina com Artistas Plásticos em residência na Madeira
Local: 4 Centros Comunitários e de Apoio a crianças e jovens tutelados pelo Instituto de Segurança Social da Madeira IP-RAM
Público-alvo: 75 crianças dos Centros comunitários
Periodicidade: anual | 1 por grupo e com cada artista em residência
Duração: 120min
4 Artistas em residência na Porta33 deslocar-se-ão aos Centros Comunitários e de Apoio a crianças e jovens onde desenvolverão com os grupos de participantes uma oficina a partir das temáticas exploradas no seu campo artístico, que vão desde técnicas de expressão plástica e visual à performance e vídeo.

1.3 Oficina de Criatividade e Pensamento Crítico
Local: Porta33
Público-alvo: 75 crianças dos Centros comunitários
Periodicidade: mensal | 1 com cada grupo; intercaladas com as oficinas de desenho e autoconhecimento
Duração: 90min
A partir da visita às exposições de arte patentes na Porta33 e/ou em relação com as obras da coleção permanente deste Centro de Arte, serão dinamizadas oficinas que promovem a reflexão, o questionamento, a criação de novas ideias e a resolução de problemas, a partir de técnicas baseadas na metodologia Art thinking. Estes encontros serão planificados em conjunto com o grupo de técnicos sociais dos parceiros.

1.4 Visita à Porta33 das turmas das crianças participantes
Local: Porta33
Público-alvo: 1125 crianças das escolas dos Concelhos onde iremos intervir
Frequência: anual | total máximo de 70 visitas
Duração: 90 min
Uma vez no decorrer do projeto, as turmas de cada criança participante realizarão uma visita orientada às exposições patentes na Porta33.

RESULTADO 2
Comunidade local e familiares dos participantes informados acerca do impacto de um projeto de educação pela arte na vida das crianças e sensibilizados para a temática da arte como ferramenta para a inclusão.

ATIVIDADES
2.1 Sessão de apresentação de processo e seus resultados à comunidade
Local: Porta33
Periodicidade: anual | uma vez no final do projeto
O Trabalho documentado ao longo do projeto (que será a par e passo disponibilizado online nas redes sociais e no website da Porta33) será apresentado aos participantes, suas famílias e restante comunidade num evento final, no qual será apresentada uma publicação que reúne o(s) processo(s) e experiências desenvolvidas, apontando exemplos de boas práticas de educação pela arte e inclusão para o futuro. Estima-se a impressão de 800 exemplares de aproximadamente 250 páginas.
Este momento contará com a presença de um/a orador/a especializado/a no tema das práticas artísticas para a inclusão social, que fará uma comunicação aos presentes sobre o assunto, em relação com o projeto Dias Mais Claros e a publicação então apresentada.

Beneficiários diretos:
- 75 crianças dos Centros Comunitários e de Apoio a crianças e jovens
- 1125 crianças das escolas dos concelhos abrangidos
- 8 técnicos sociais da ISS- Madeira
- 50 professores das turmas das crianças participantes

Beneficiários indiretos:
- 75 Famílias das crianças participantes
- Comunidades locais dos concelhos de Câmara de Lobos, Funchal, Ribeira Brava e Santa Cruz
- Visitantes da galeria Porta33
Outra Informação Relevante:
Parceria com o Instituto de Segurança Social da Madeira IP-RAM - Declaração em anexo
COMUNICAÇÃO SOCIAL