PORTA33 — ESCOLA DO PORTO SANTO

Semana de abertura de 21 a 26 JUNHO

EXPOSIÇÃO | ESCOLAS | TESTEMUNHOS | CONVERSAS



Mais do que uma travessia, um mergulho. Uma imersão de coração inteiro na ilha do Porto Santo, a partir de um lugar de princípio(s): a Antiga Escola da Vila. Não nos esquecemos que foi ali que ateámos o primeiro sopro e fizemos do desejo um projeto de “redesenho”, de encontro com um território tantas vezes remetido para margens invisíveis, da ação e do pensamento. Entendemos que o arquipélago se cirze com a mesma linha e se desenha do afiar do mesmo lápis. Abrimos a Porta para dentro e esticámos as mãos e os braços até ao invisível, até ao outro lado do mesmo corpo. Um só corpo. Este. A arte, a escuta, o pensamento e os afetos serão sempre a nossa porta de entrada, e prometemos entrar como quem mergulha, porque a ilha, como nós, será sempre mais fundo do que superfície, mais entrada do que saída. É urgente o "Mergulho". E quem vier por aqui, virá connosco.

A Porta quando se abre é para todos

Escola do Porto Santo - da geografia do desejo à fome de mundo(s)

Entrevista a Paulo Pires do Vale Comissário do Plano Nacional das Artes por Susana de Figueiredo

 

Sem amor, afinco, determinação e a dose certa de arrojo e coragem, poucas coisas se conseguem na (da) vida. E quando falamos de cultura, educação e arte, esta premissa ganha uma força e um sentido ainda maiores. O amor é intrínseco a todo o ato de entrega, é caso sério, mas também ninguém disse que amar era fácil. Maurício Reis e Cecília Freitas que o digam. Há trinta anos abriram a porta à arte e aos artistas, mas, na verdade, fizeram bem mais do que isso. Criaram uma casa como quem traz ao mundo o filho mais desejado, não antevendo, porém, que uma porta, aquela porta, abriria à Madeira tanto mundo. E que seria passagem, mas também lugar, fio da vida, partida e chegada.
Desde junho último, há na Porta 33 um novo lugar com o mar pelo meio. Um novo e desejado filho por criar. Falamos da antiga escola da Vila, na ilha do Porto Santo, uma edificação datada dos anos 50 do séc. XX, assinada pelo arquiteto Chorão Ramalho. Com a mesma mão firme do princípio, preparam-se agora para redesenhar este espaço, transformando-o numa morada para a criação de arte e pensamento. Trinta anos depois, querem abrir outras portas num território onde, impiedosamente, tantas portas se fecham. Acreditam que haverá beleza, e sentido, no projeto que, ali, querem desenvolver, com o apoio do Plano Nacional das Artes (PNA), e em conjunto com toda a comunidade local.

continuar a ler
APOIO INSTITUCIONAL
Logo República Portuguesa
Logo direcção Geral das Artes
Logo direcção Geral das Artes
Logo governo
Logo Secretaria cultura
Logo Secretaria educação
Logo Secretaria educação
Logo Secretaria educação
Logo Câmara Municipal Porto santo
Instit
sociedade de desenvolvimento Porto Santo
Tintas Cin
mil folhas
plano nacional das artes

Estamos a adaptar o contéudo do website da PORTA33 para dispositivos móveis. Algumas mudanças de formato poderão ocorrer durante a navegação.
Prometemos ser breves!